Os sócios do Lagamar EcoHotel são:

Roberto Cattani
Minha formação é Antropologia, mas acabei atuando como fotojornalista e jornalista, com especialização no Oriente Médio e mundo muçulmano. Nasci na Líbia de pais italianos, mas depois de rodar mais de metade dos países do mundo, me fixei no Brasil, onde moro há 28 anos. Durante vinte anos, atuei como correspondente internacional, para a agência de notícias ANSA, e cheguei a ser presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros em São Paulo. Além de autor de 2 livros de gastronomia e culinária, um guia turístico (sobre a Turquia) e um ensaio sobre Islam (Islam e Islamismo, editora Claridade), traduzi para o português 18 livros, do alemão, francês, inglês e italiano.

Apesar de gostar demais do litoral norte de São Paulo (tinha sítio na Ilhabela), quando finalmente decidi sair da cidade escolhi o litoral sul, muito menos freqüentado e badalado, e muito mais complexo e diversificado do ponto de vista ambiental e cultural; escolhi Cananéia como base, por causa do ecossistema Lagamar em volta, por causa das raízes históricas da cidade e de suas possibilidades de crescimento turístico. E o lugar onde estamos, no ecossistema Lagamar, por causa da mistura fascinante de paisagens, tipos de vegetação, climas e biomas, já que tenho um relacionamento quase místico com a natureza, o mar, a montanha e a floresta.

"Que Deus e a Deusa nos abençoem, e aqueles que venham nos visitar."


Katia Maria Bortoluzzi
Senhora de meia idade, como gostava de brincar quando tinha cabelos compridos e usava coque, tenho três filhos e um neto, e já não tenho mais cabelos compridos nem pareço uma avozinha de cabelos presos. Venho do interior, uma cidade onde a monocultura convencional de soja e milho é a maior fonte de renda, onde se usa todo tipo de química tanto pra melhorar o solo quanto para evitar as pragas. Uma verdadeira guerra.

E é de lá que vem a necessidade que tenho em ficar no mato, longe dos centros urbanos, e mais ainda a necessidade de preservar a floresta e seus habitantes. Era socióloga e pedagoga, fui professora de educação infantil. Digo que era e fui porque com a proposta de administrar uma pousada, sinto que vou ter que ser muito mais que tudo isso junto. Fui vegetariana por longos anos, usava pouco quase nada industrializado e continuo na busca de uma vida saudável, justa e limpa.





Mary Kawahara
Neta de japoneses (sansei), atuei como agente de viagem durante 31 anos. Em 1992, comecei a edificar, de forma muito simples, a pousada se tornou a base para o Lagamar EcoHotel, sempre sonhando chegar um dia a algo mais sofisticado. Como é hoje o nosso hotel.